Saúde financeira em tempos de incerteza

No Brasil vivemos à sombra de alguns fantasmas, como crise, recessão e estagnação econômica, e de um modo geral as pessoas e as organizações tendem a conter despesas e custos quando vislumbram um cenário econômico desfavorável.

De certa forma esta atitude de preservação colabora para o aumento de um cenário econômico desfavorável, pois quanto menos se gasta, menos recursos financeiros circulam no mercado, o comércio fatura menos e as indústrias diminuem suas produções.

Por outro lado, continuar despendendo recursos sem manter uma atitude de preservação pode ser prejudicial para a própria saúde financeira, pois não se sabe como se comportarão a economia e as finanças de um modo geral.

Diante deste impasse tendemos a preservar nosso patrimônio, e muitas vezes paramos de investir, seja em negócios, em bens, e até mesmo em nós mesmos. Ficamos receosos em investir em cursos de atualização profissional, curso de idioma, contratação de coach, planejamento de carreira, até mesmo na contratação de um profissional que possa nos auxiliar a nos organizarmos neste momento.

Muitas vezes deixamos de olhar para o futuro do caminho que estamos traçando, ou para uma nova carreira, uma nova graduação ou para um curso de alguma área de interesse, muitas vezes diferente da rotina em que estamos inseridos.

Reinventar-se, muitas vezes, não é fácil, mas é necessário. Ampliar o leque de opções e estar atento às novas oportunidades é essencial em momentos de incertezas, e estas incertezas podem vir de uma remodelação interna, pessoal e emocional, ou mesmo do ambiente externo, como crise, recessão e estagnação econômica.

Conhecer-se possibilita aplicar melhor os recursos disponíveis, tanto os financeiros e de tempo como os emocionais. Quando nos conhecemos podemos dispor de recursos da melhor forma possível no momento em que é necessário.

Poder se desenvolver e crescer em momentos de incertezas e mudanças nos fortalece para enfrentarmos cada vez mais adversidades, por isso é importante e muito saudável continuarmos investindo no nosso crescimento, aprendizado e desenvolvimento. Nos reinventarmos faz parte do percurso e torna mais fácil seguir em frente. A tão em voga resiliência.

Investir em um curso de empreendedorismo não é importante somente para alguém que deseja abrir um negócio, mas também para alguém que queira melhorar seu desempenho no ambiente de trabalho, com uma nova visão, uma nova perspectiva e novos alinhamentos.

Fazer um curso de idioma em outro país proporciona uma experiência fantástica, de inserção em outra cultura, outra realidade, angústias e preocupações, possibilita um aprendizado incrível de novas relações e pode proporcionar o desenvolvimento do sentimento da famosa empatia.

Claro que para realizar algum investimento também é necessário ter uma reserva de recursos financeiros. Por este motivo é importante a rotina de fazer uma reserva, seja um valor mensal, ou uma parte do aumento de salário recebido como promoção, ou até mesmo o tão esperado décimo terceiro salário.

Existem também cursos, palestras e treinamentos que não exigem um desembolso financeiro muito grande, algumas instituições de ensino e associações de classe proporcionam conhecimento a baixo custo e com qualidade. Para encontrar estas oportunidades é importante ficar atento às programações e aos pré-requisitos para realização de inscrições.

Não existe somente um caminho quando falamos de nos reinventarmos, o importante é nos conhecermos e identificarmos o que nos traz felicidade e satisfação, e de que forma podemos ir em busca do que queremos.

  • Melissa Kamimura é Especialista em Finanças

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *