Vida virtual X Vida off-line

[fb_button]

Muitos de nós já nos vimos cenas com várias pessoas reunidas em uma mesa onde todos estão com os olhos fixos no celular; ou vivenciou, com você e o seus filhos em casa, cada um no seu quarto com os olhos fixos na tela de um computador.

Podemos passar horas descrevendo cenas de como todos nós ‘andamos’ vivendo vidas muitos mais virtuais do que nossa vida real; as próprias redes sociais estão repletas de exemplos.

Muitas vezes o mundo virtual pode ser bem mais atraente do que a vida real. Fixar-se neste mundo é muito fácil e rápido, além de gerar prazer, alívio e fuga imediatos para muitas chateações e incômodos da vida real. Pode, por isso, se tornar um problema com consequências reais, como por exemplo deixar de cumprir compromissos, deixar de estudar, de trabalhar, de conviver com a família, com os filhos, namorar, levar a bater o carro, sofrer um acidente. Pode inclusive, sem nos darmos conta, levar à dependência e em casos mais graves precisar até de tratamento médico e psicológico.

Fará muito bem para a nossa saúde física e mental localizar a função off-line dos nossos equipamentos de conexão e usá-la com mais frequência, para nos desligarmos do mundo virtual e vivermos a vida real 100% no presente com todas as emoções reais. Buscar o equilíbrio é sempre a melhor resolução. Do contrário, corremos o risco de nosso status de vida real estar sempre off-line.

Rose Silva, psicóloga

Online, imaginária, percebida, suposta… De quantas realidades se faz o Eu? Lei mais aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *