Resiliência: um ativo fundamental

 

Hoje vou falar sobre o processo que as pessoas têm de dar a volta por cima diante as dificuldades enfrentadas no seu dia a dia. Mas antes quero contar um pouco a minha história. Nasci no país de Angola, continente Africano, no ano de 1973, no auge da guerra civil instalada no país. Vivemos num ambiente de medo e insegurança por dois anos e meio, até o momento em que tivemos que deixar o país na condição de refugiados. Durante dois meses permanecemos, ainda, no campo de concentração, até efetivamente sairmos lá. Minha família escolheu o Brasil, por se tratar de um país da mesma língua e por estar recebendo os refugiados daquela guerra. Nessa situação, você simplesmente deixa tudo para trás, sai apenas com o que tem em mãos e não resta nada, a não ser começar do zero. Eu era muito pequena, de fato, para entender o que estava acontecendo, de forma consciente. Mas, cresci e me desenvolvi num contexto de fazer do limão uma limonada, o que certamente contribuiu para meu desenvolvimento nesse processo de reconstrução, que se chama “Resiliência”.

 

O que é resiliência?

Resiliência está associada à capacidade que cada indivíduo tem de lidar com os próprios problemas, superar momentos difíceis, traumas e não ceder à pressão que isso causa, independente da situação. A resiliência demonstra se uma pessoa sabe ou não trabalhar bem sob pressão. Quanto mais resiliente é uma pessoa, mais forte e preparada ela estará para lidar com as adversidades da vida. O grande ganho está no resultado que um indivíduo pode ver como oportunidade de aprendizado e crescimento diante as inúmeras quedas e derrotas. Ou seja, a resiliência é resultado de aprendizagens de vida, o que torna possível qualquer pessoa desenvolvê-la.

 

Vantagens de ser uma pessoa resiliente

O termo resiliência veio da física para designar a capacidade que alguns materiais têm de absorver o impacto e retornar à forma original.

Já se tratando de comportamento humano, resiliência está ligada à capacidade e habilidade que cada pessoa tem de lidar e superar as adversidades. Uma pessoa resiliente é capaz de enfrentar crises, traumas, perdas, graves adversidades, transformações, desafios e muito mais, elaborando as situações e recuperando-se diante delas. A pessoa resiliente, além de suportar a pressão, ainda aprende com suas dificuldades e desafios, usa da sua flexibilidade para se adaptar e sua criatividade para encontrar soluções alternativas.

Algumas características comuns entre as pessoas resilientes são: autoconfiança, persistência, criatividade, flexibilidade e bom humor perante a vida.

 

Como desenvolver resiliência

Resiliência não é algo que vem com a genética, ela pode ser desenvolvida, então, se você é o tipo de pessoa que sofre muito com os tropeços que a vida oferece, pode aprender a desenvolver a resiliência dentro de você.

Porém, para se desenvolver resiliência dentro de si, é preciso considerar alguns fatores.

  • Estar rodeado ou próximo de pessoas que proporcionam momentos significativos;
  • Fazer planos realistas, saber planejar e seguir o que foi pensado;
  • Ter pensamento positivo. Pense que você consegue lidar com fortes emoções e que consegue lidar com impulsos;

Para aqueles que querem e desejam ser mais resilientes, esses são alguns fatores que acabam influenciando quando uma pessoa busca por uma estabilidade emocional.

 

Fazendo o Caminho

Persistir é algo que faz parte da vida de uma pessoa resiliente. Por isso, se o seu objetivo é trabalhar a sua capacidade de resiliência, entenda que essa palavra deverá fazer parte da sua vida.

Substitua pensamentos e palavras negativas por pensamentos e palavras positivas. Associado a isso, veja abaixo algumas dicas importantes:

  • Mudanças são fundamentais e precisam acontecer na vida das pessoas. Só existe evolução pessoal e profissional quando elas acontecem. Por isso, procure se adaptar, pensar e fazer com que as coisas caminhem para a evolução.
  • Não tem nada que compensa sofrer por algo que não pode ser mudado. Evite pensar que as coisas são difíceis e insuperáveis, evite o sofrimento. Tudo passa, por pior que seja, as coisas são temporárias, e se ainda parecerem duradouras, faça um plano de organização e coloque em prática para que esses sentimentos não perdurem.
  • Saiba e aprenda a tomar decisões. Enfrente os problemas, não adie decisões. Acredite, o que pode ser decidido hoje não precisa ser decidido depois.
  • Seja confiante e acredite na sua capacidade.
  • Fale com alguém, procure se expressar. Tente se aliviar do estresse e das tensões do dia a dia. Emoções contidas têm a capacidade de adoecer uma pessoa.
  • Pense mais em você. Preencha o seu tempo com coisas boas e prazerosas. Trabalho não é tudo na vida de uma pessoa. Procure ler livros, sair com amigos, fazer alguma atividade física ou qualquer outra atividade que deixe você alegre.
  • Lembre-se das outras situações difíceis que você passou e o que fez com que você saísse daquelas situações.
  • Ocupe a mente com coisas boas e use os momentos desafiadores para descobrir mais sobre si mesmo. Aprenda com eles.
  • Explore novas atividades, tente se descobrir em alguma atividade esportiva diferente, em uma religião ou hobby.
  • Procure se conhecer bem. Quanto maior seu autoconhecimento, maior sua determinação.

Com o tempo, seguindo essa linha de raciocínio, você conseguirá perceber que aquela pessoa triste, sofrida e sensível já não existe mais. Aos poucos ela “vai embora” e dá lugar a outra muito mais resistente, confiante, forte, sábia e sonhadora, capaz de realizar e conquistar tudo que deseja e superar qualquer adversidade.

O desejo em desenvolver a resiliência dentro de si próprio é optar por uma vida com mais qualidade, é querer viver o lado bom das coisas e com tranquilidade.

 

A motivação está em você

A vida é movida por sonhos, metas, objetivos e eles são o caminho para a realização dos projetos que dão sentido à jornada de cada indivíduo. O processo de evolução é uma experiência linda e única. No entanto, algumas pessoas encontram uma série de adversidades e obstáculos, que as convidam a desistir e duvidar que verdadeiramente tem o potencial necessário para gerar as mudanças. Cada desafio é uma oportunidade de aprendizado. Às vezes há fracassos, mas são os fracassos que preparam pessoas comuns para destinos incríveis.

O único responsável pelas mudanças que deseja em sua vida é você. Assuma todo o seu potencial e tome as ações necessárias para colocar os seus projetos em prática. As respostas para compreender as razões de nunca desistir estão dentro de você e somente você pode encontrá-las. Faça reflexões e se pergunte: o que te faz sentir realizado? Como você gostaria de ser lembrado? Que história você vai querer contar? Olhe para sua trajetória, apenas para recapitular seus aprendizados. Visualize o futuro para reforçar a memória de todos os objetivos e sonhos desejados. Mas acima de tudo, use todas as suas potencialidades para transformar o seu momento presente. Esse o único momento em que temos a chance de fazer diferente e aproveitar cada oportunidade. Faça-se!

“Você nunca sabe a força que tem, até que a única alternativa é ser forte.” – Jonny Deep.

 

Por Sonya Fhernandes

Coach e coautora das obras de Gestão Pessoal da Editora Pragmatha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *