O passado é bom porque passou

 


Quantos de nós pode olhar para o passado e agradecer pelo mar de bênçãos, felicidades e realizações que foi? Não raras vezes, o passado é bom justamente porque passou. Dele ficaram os aprendizados, os obstáculos vencidos e alguma confiança em nossos próprios atos, mas, de verdade, já não serve mais.
Passado é consciência que já se foi – construída, testada e aprovada (ou nem tanto). É lembrança, alguma saudade talvez, mas é, sobretudo, um degrau que não leva a patamares mais altos na escalada da vida.
Então podemos questionar o porquê dele estar tão presente em nosso cotidiano. Ou você acha que não? Experimente lembrar quando foi a última vez, e com que frequência, que você simpatizou ou não com alguém completamente desconhecido só porque, de alguma forma, esse alguém tocou em uma memória afetiva sua…
Independente da fase da vida em que se está, é sempre bom manter-se alerta com relação ao passado no presente. Porque ele nos faz ter atitudes meramente reativas e toda ação meramente reativa tende a ser burra. Se a cada resposta que você dá na vida se exigisse 30 segundos para refletir elaborá-la, será que suas palavras, decisões e ações seriam as mesmas?
Hoje é um bom dia para cada um de nós investigar a própria historicidade. Uma chave é atentar para o sentimento que temos mais forte hoje. Estou feliz? Angustiado? Confiante? Ao longo da minha vida, em que outros momentos me senti exatamente assim? Quais os fatos, na época, que me levaram a essas sensações?
Se esses mesmos comportamentos ainda fazem parte da vida, talvez seja um sinal de que o passado está bem presente. Fincou suas raízes em nossa existência e continua sendo bem alimentado. E então, para “adivinharmos” como será nosso futuro, não precisamos nem olhar para o passado, mas para o nosso próprio presente.
Pouco animador? A boa notícia é clichê: daqui para frente, tudo pode ser diferente.

Sandra Veroneze
Jornalista, escritora, editora e filósofa clínica

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *