Competir x Colaborar

[fb_button]

“Eu nasci assim, eu cresci assim, eu sou mesmo assim, vou ser sempre assim…”

A chamada “Síndrome de Gabriela” descreve bem uma geração que se orgulhava desse jeito de ser, onde competir era a palavra de ordem. Reter conhecimento para sair na frente e ganhar o topo era o lema.

Não cabe mais nos dias de hoje tal comportamento; a mudança é inevitável e exige de nós comprometimento.

A chamada Geração Y, responsável por toda essa reviravolta no mundo, está mais antenada na partilha sem medo de ser feliz, por entender que, se um ganha, todos ganham, e a colaboração passa a ser parte importante desse processo.

Por meio das redes mundialmente interligadas passou-se a dividir saberes, experiências; logo vieram os serviços e uma onda gigantesca de startups, empresas predominantemente de jovens idealizadores a dividir Ubers, escritórios de coworking, cooperativas e etc…

Como conciliar, então, essa filosofia de vida mais tolerante e solidária com a crise financeira, moral e ética instaurada? Vale a reflexão.

Patrícia Mesquita, psicóloga

Hora de Colaborar x Hora de Competir. Você diferencia? Leia mais.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *